Leitura da Bíblia melhorou a saúde mental dos cristãos durante a pandemia, afirma nova pesquisa

Ler a Bíblia durante a pandemia melhorou a saúde mental de um grande segmento de cristãos e também aliviou sua ansiedade sobre o futuro, de acordo com uma nova pesquisa realizada no Reino Unido.

A pesquisa com 1.123 cristãos praticantes que frequentam a igreja e leem a Bíblia pelo menos uma vez por mês revelou que 33% dizem que ler a Bíblia melhorou sua saúde mental durante a pandemia, enquanto 28% dizem que aumentou sua confiança no futuro. Outros 42% dizem que aumentou sua esperança em Deus. 

A maioria das pessoas ouvidas afirma que a leitura bíblica permitiu que sua saúde mental e suas crenças sobre o futuro e Deus permanecessem as mesmas, em vez de diminuir.

A pesquisa foi conduzida pela Christian Research para a Sociedade Bíblica Britânica.

“É encorajador ver que a Bíblia está dando esperança e confiança às pessoas”, disse Andrew Ollerton , autor de The Bible Course, uma publicação e curso da Sociedade Bíblica.

“A Bíblia tem a capacidade de enfrentar nossas circunstâncias como algo sólido, um ponto de referência em tempos de incerteza”, acrescentou Ollerton. “É como ter se sentido perdido no mar e ter uma rocha para se apoiar”.

Entre outras descobertas:

•    84% dos cristãos praticantes têm sessões regulares de leitura da Bíblia.

•    35% dizem que se envolveram com a Bíblia com mais frequência desde o início da pandemia.

•    16% dizem que leem a Bíblia quando estão solitários ou tristes.

•    33% dos cristãos com idade entre 16 e 24 anos dizem que ler a Bíblia os ajudou a se sentir menos solitários.



Entre os versículos mais lidos durante a pandemia está Isaías 61.3: “E dar a todos os que choram em Sião uma bela coroa em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de pranto e um manto de louvor em vez de espírito deprimido. Eles serão chamados carvalhos de justiça, plantio do SENHOR, para manifestação da sua glória.”