São Paulo entra na fase vermelha a partir de sábado, mas mantém partidas de futebol Mesmo sem público nos estádios, as partidas de futebol, principalmente as decisivas, tem provocado grandes aglomerações. Torcedores costumam se reunir do lado de fora dos estádios e também seguem os ônibus que levam os atletas. No entanto, o Governo de São Paulo, que decidiu hoje colocar todo o estado na Fase 1-Vermelha a partir de sábado (06), não vai interromper o futebol paulista.

Segundo o Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, as competições esportivas seguirão normalmente, mas sem a presença de público, o que já acontece desde o ano passado.

“Até este momento, [o futebol em São Paulo] vai seguir o mesmo modelo cumprido na Europa, onde vários países decretaram lockdown e mantiveram o futebol e atividade esportiva sem plateia. Até agora, a decisão que temos é de manter as atividades da mesma forma que na Europa, até porque a população precisa de algum entretenimento nesse momento muito duro [da pandemia]”, disse José Medina, que integra o Centro de Contingência do Coronavírus em SP.

Durante a fase vermelha, só os serviços considerados essenciais nas áreas de logística, segurança, abastecimento e saúde podem funcionar, além de estabelecimentos religiosos. A medida entra em vigor no sábado (6) e vai até 19 de março. As aulas também vão poder continuar ocorrendo, com limite de presença dos alunos.

No domingo (7), já com a Fase Vermelha em vigor, a capital paulista recebe a final da Copa do Brasil: Palmeiras x Grêmio. O jogo será às 18h. Também estão previstas partidas do Campeonato Paulista neste período.