Forrozeira Solange Almeida grava música gospel

Depois do sertanejo Luciano, a mais nova cantora secular a mergulhar na música gospel é a forrozeira Solange Almeida. No início de fevereiro ela lançou um DVD com canções românticas, agora Solange investe no repertório voltado para o público cristão. A produção audiovisual é assinada pela Imaginar Filmes.

Solange Almeida escolheu cinco canções gospel. As composições ganharam diferentes roupagens ao piano. As produções foram divulgadas na sexta-feira (26) no YouTube do Acústico Imaginar.

A forrozeira revelou que cantar gospel era um desejo antigo, adiado pelo tempo, a rotina, e o medo de críticas.

"Não que meu coração não quisesse, mas tive medo dos julgamentos das pessoas. Até pra falar de Deus, elas julgam. Sou muito julgada quando faço meus vídeos exaltando o nome do Senhor no Instagram. Sou criticada ao extremo. As pessoas acham que para falar de Deus tem que ser evangélico, estar com a bíblia de baixo do braço o tempo inteiro. Eu acho que não é por aí", explicou a forrozeira ao Diário do Nordeste.

Solange conta que aprendeu a gostar de música religiosa ainda criança, ouvindo sua mãe que costumava frequentar igrejas católicas e evangélicas.

A cantora até disse ter se convertido em 2011, mas confessa que se decepcionou com a igreja.

"Achei que indo para Igreja evangélica iria conseguir ter o que tanto buscava. Tinha fama, dinheiro, todas as coisas materiais, mas não tinha paz. Fui para a igreja, pois diziam que ia encontrar Jesus. Fui para a igreja e vou te falar que foi muito decepcionante. A idolatria estava lá. Não conseguia descer do carro, queriam comercializar minha voz. Cheguei em busca de sossego e as pessoas queriam me colocar em todas as programações. Eu não estava em busca daquilo, mas sim de um encontro com Deus. Foi muito, digamos que decepcionante. Eu não continuei mais nessa igreja. Eu vi que a igreja sou eu e que o Senhor habita em mim", detalha Solange Almeida.

Atualmente, Solange Almeida reúne amigos para orar e louvar em casa. Ela também costuma receber pastores e missionários.