Conselho Evangélico da Venezuela chama de Criminosos atacaram um centro de recuperação para dependentes químicos, chamado Doze Homens de Valor – um ministério da Igreja Cristã, localizado no setor El Arenal, em Mérida, na Venezuela. O Conselho Evangélico Venezuelano classificou o episódio como ação de ódio religioso.

De acordo com relatos da organização Portas Abertas, eles feriram gravemente quatro cristãos. Alguns sofreram fraturas e outros foram marcados à faca com um “X”, enquanto foram forçados a comer páginas da Bíblia.

Adelis José Lobo, uma das vítimas do ataque, contou em um áudio compartilhado nas redes sociais o terror que viveu durante o crime. Segundo ele, os homens armados invadiram o local, rendendo os seguidores de Jesus e os jogando no chão. Depois cobriram os rostos deles e os agrediram com paus e pedras.

O diretor do centro de recuperação, pastor Cristian Dugarte, relatou que os cristãos agredidos são recém-convertidos que se encontram em processo de restauração. Ele acredita que os autores da agressão sejam grupos contrários ao trabalho realizado pela igreja, que luta para resgatar jovens das drogas.

Ele teme represálias contra familiares dos abrigados. O pastor está sendo ameaçado para dar uma lista com os nomes das pessoas que se encontram na instituição.

A diretoria do Conselho Evangélico da Venezuela pediu oração pela recuperação dos feridos e pelo pastor Dugarte, que ficou emocionalmente abalado pelos danos causados não só à propriedade física e humana, mas também pelo risco de continuar o ministério naquele lugar.