Casal indiano escolhe Jesus Cristo e é banido de vilarejo

A organização ‘International Christian Concern’ denunciou nesta semana mais um caso de perseguição aos cristãos. Um casal indiano foi expulso de seu vilarejo após se recusar a renunciar à fé cristã.

O caso ocorreu em dezembro de 2020, quando Jaga Padiami e sua esposa se converteram após receberem diversas visitas de cristãos compartilhando o Evangelho. Eles, então, foram chamados para uma reunião pelo chefe do vilarejo Kambawada, Koya Samaj, que exigiu que o casal renunciasse à fé cristã. O casal recusou.

Diante da recusa, os moradores de Kambawada começaram a assediar moralmente Padiami e sua esposa, até que o chefe do vilarejo deu mais cinco dias para que eles renunciassem à fé ou seriam banidos. Cinco dias depois, o casal estava convicto de que o mais importante era ser fiel a Cristo:

“Mesmo que vocês me coloquem para fora do vilarejo, eu não vou deixar Jesus Cristo” – disse Padiami.

A fala gerou revolta entre os moradores locais, que saquearam a residência do casal, jogaram seus pertences na rua e trancaram a casa para que eles não pudessem mais entrar. O casal foi forçado a deixar o vilarejo.

De acordo com Padiami, os moradores do vilarejo ameaçaram de morte a ele e a sua mulher caso eles voltassem ao local sem renunciar à fé cristã. O casal registrou uma denúncia contra os moradores na polícia, mas não houve solução entre os envolvidos. Padiami e sua esposa foram forçados a se mudar para um vilarejo a alguns quilômetros de seu antigo lar.