Fiscalização interrompe culto em Curitiba e multa igreja Uma operação da Ação Integrada de Fiscalização Urbana de Curitiba interrompeu um evento na Igreja Mundial do Poder de Deus, na Avenida do Batel, na capital paranaense, no início da noite desta quarta-feira (24). De acordo com a Polícia Militar, mais de 2,5 mil pessoas participavam do culto “Noite do Abraão”. A denúncia foi feita por vizinhos da igreja e vai custar caro à igreja: R$ 150 mil.

De acordo com A PM, a organização do evento confirmou 1,2 mil cadeiras disponíveis para os fiéis. No entanto, havia muita gente em pé, sem distanciamento. Mas afirmou que a grande maioria estava usando máscara de proteção facial, conforme determinação de cuidados sanitários da prefeitura.

O evento foi encerrado de imediato e os organizadores receberam multas e notificações que, somadas, dão R$ 150 mil. Foram três notificações no valor de R$ 50 mil cada: por promoção de eventos, aglomeração e falta de distanciamento.

Na saída, vários ônibus do interior foram flagrados, além de muitos idosos e crianças. Os pastores responsáveis pelo evento foram levados ao Primeiro Comando da Polícia Militar, onde assinaram um termo circunstanciado e foram liberados.

Na quarta, a Prefeitura de Curitiba determinou o retorno da bandeira laranja - que indica nível de alerta para a pandemia do novo coronavírus. O decreto entra em vigor nesta quinta-feira (25) e vale por 14 dias, podendo ser prorrogado dependendo do comportamento da pandemia na cidade.

De acordo com o boletim mais recente da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), a capital paranaense tem 84.597 casos confirmados de Covid-19 e 2.487 pessoas morreram pela doença.