Após notificada, igreja em Volta Redonda é multada e interditada por aglomeração

A Justiça determinou a interdição da Igreja Assembleia de Deus, do bairro Laranjal, em Volta Redonda (RJ) por descumprimento dos decretos municipais de enfrentamento à Covid-19. E ainda aplicou uma multa no valor de R$ 50 mil.



A decisão foi tomada na sexta-feira (19) com base em uma solicitação do Ministério Público após flagrante de lotação do local e a falta generalizada do uso de máscara, o que eleva o risco de disseminação do vírus.

O espaço já havia sido notificado pela prefeitura depois que um evento religioso, realizado durante o feriado de carnaval teve suas imagens divulgadas nas redes sociais. Fotos e vídeos mostram uma superlotação do espaço, com mais de 300 fiéis cantando sem máscara.

O decreto municipal prevê que templos religiosos e igrejas funcionem com 30% da capacidade.

A igreja chegou a emitir uma nota se desculpando pelo ocorrido e prometeu se adequar ao decreto municipal.

No entanto, em atendimento ao pedido do MP, o juiz da 6ª Vara Cível, André Aeix Baptista Martins, determinou a interdição do local e fixou multa de R$ 50 mil para cada ato realizado pelo igreja em descumprimento à decisão.