Bolsonaro nomeia juiz evangélico para o TRF-2

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira (18) a nomeação do juiz evangélico William Douglas para a vaga de desembargador no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

O juiz William Douglas tem 53 anos e é pastor da Igreja Batista Getsêmani. Sua promoção foi aprovada pelo plenário do TRF no último dia 04 de fevereiro e a posse estava pendente da nomeação por Bolsonaro, que foi publicada ontem no Diário Oficial da União.

O pastor William Douglas é cotado para assumir uma vaga como ministro do Supremo Tribunal Federal no meio do ano, quando Bolsonaro terá que fazer uma nova indicação. O nome do pastor ganhou força após o presidente afirmar, em outubro de 2020, que nomearia alguém “terrivelmente evangélico”:

"A segunda vaga, [no STF, após o ministro Nunes Marques] em julho do ano que vem, com toda certeza, mais que um terrivelmente evangélico, se Deus quiser, nós teremos lá dentro um pastor" – disse Bolsonaro em um evento na sede da Assembleia de Deus em São Paulo. “Imaginemos as sessões do Supremo Tribunal Federal começando com orações. Isso não é mérito meu, é mérito de Deus” – concluiu o presidente na ocasião.

Até então titular da 4ª Vara Federal de Niterói, no Rio, o juiz William Douglas foi promovido por critérios técnicos. William, que se formou em direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF), está na magistratura desde 1993 e é, atualmente, o juiz mais antigo da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo). 


Siga-nos