Nasa divulga primeiras imagens de Marte enviadas por sonda que vai buscar sinais de vida no planeta

A Nasa, agência espacial dos Estados Unidos, divulgou nesta quinta-feira (18) as primeiras imagens de Marte enviadas pela sonda Perseverance, que deixou a Terra há sete meses e pousou com sucesso no Planeta Vermelho ontem.

A viagem da Perseverance começou no final de julho de 2020, quando foi lançada do Cabo Canaveral, na Flórida, mas sua missão (Mars 2020) é planejada há pelo menos 20 anos. Com custo de US$ 2,7 bilhões, essa é considerada a maior missão da história à Marte. Mas por quê?

O rover Perseverance é o quinto jipe autônomo que a Nasa envia ao Planeta Vermelho desde 1997. Desta vez, com um aparato tecnológico muito mais sofisticado, a agência espacial estadunidense vai buscar sinais de vida antiga em Marte. O Perseverance vai explorar a cratera de Jezero, onde existiu um lago há 3,9 bilhões de anos, além de buscar microfósseis nas rochas. Nesse tempo longínquo, o Planeta Vermelho era tão azul quanto a Terra. Além do veículo, a sonda levou um drone, que fará imagens aéreas do planeta.

A Mars 2020, no entanto, não se limitará a produzir imagens. Em 2026, um novo veículo será enviado para Marte, onde vai recolher amostras do solo e lança-las à órbita em uma nova sonda. Se tudo der certo, uma terceira etapa da campanha vai capturar o material no espaço e trazer de volta para a Terra. A expectativa dos cientistas é encontrar bioassinaturas (sinais de vida) nas amostras de sedimentos.

Pouso muito comemorado

Dos sete meses de viagem da Perseverance rumo à Marte, a aterrisagem foi a parte mais crítica, chamada de “sete minutos de terror”. Nesse momento, que é decisivo para todo o sucesso da missão de bilhões de dólares, a sonda perde contato com a Terra, e uma inteligência artificial assume o comando.

Depois de entrar a 20.000 km/h na atmosfera de Marte, a sonda precisou fazer o trabalho sozinho. Os cientistas – depois de muito planejamento – apenas acompanharam a abertura de um imenso paraquedas e a escolha de um lugar adequado para pousar. Sem imagens das ações, a Nasa transmitia ao vivo a expectativa dos responsáveis pela missão, que explodiram de alegria quando a Perseverance pousou com sucesso e restabeleceu o contato com a Terra.

As primeiras imagens foram enviadas logo depois e publicadas pelo perfil oficial da Perseverance no Twitter:

“Olá, mundo. Minha primeira vista na minha eterna casa. E outra olhada atrás de mim. Bem vindos à Cratera de Jezero.” – diz a publicação.