Justiça do Piauí determina prisão de suspeito de matar a irmã a facadas

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) determinou a prisão preventiva de João Paulo Mourão, suspeito de matar a própria irmã, Izadora Santos Mourão, de 41 anos, a facadas.

O suspeito foi preso em flagrante na última segunda (15), depois que foram encontradas, em seu quarto, roupas sujas de sangue e a faca que teria sido utilizada no crime, que ocorreu no sábado (13). A informação foi passada pelo delegado Francisco Baretta, coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Os irmãos moravam juntos com a mãe em Pedro II, no Piauí.

De acordo com as investigações, Izadora foi morta com sete golpes de faca. Depois do crime, a mãe da vítima teria ligado para a empregada doméstica e pedido que ela lavasse o quarto onde ocorreu o crime. Além disso, a funcionária teria sido induzida a dizer que João Paulo estava dormindo no momento da morte da irmã. O delegado Barêtta informou que os familiares e a empregada também foram ouvidos.

Segundo o delegado, o crime teria sido premeditado, motivado por desavenças entre os dois irmãos:

“Eles possuíam umas desavenças, mas isso vai ser delineado nos autos do inquérito policial nos próximos dez dias. A motivação é muito subjetiva" – comentou.

O suspeito ficou em silêncio durante a audiência de custódia. Nos pertences da vítima, os policiais encontraram um bilhete de João para a irmã:

“Foi um bilhete em que ele diz para ela ‘não se meta nos meus assuntos’, e coisas assim. É uma mostra de que a relação entre eles não era harmoniosa” – concluiu o delegado.


Siga-nos