Prefeitura do Rio interdita bares e aplica multas por aglomerações

As ações conjuntas da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) para coibir aglomerações no período que seria de Carnaval resultaram, nesta terça-feira (16), na interdição de três estabelecimentos, incluindo o Alto Vidigal Bar e Lounge, que protagonizou cenas de desrespeito à vida. A ação na comunidade só foi possível por conta do apoio da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Vidigal.

No local, fiscais do Instituto de Vigilância Sanitária também autuaram o Bar da Laje e o Hotel Brisa Mirante, no Mirante do Arvrão, ambos por falta de licenciamento. O Bar da Laje também foi multado porque havia pessoas fumando, totalizando R$ 10.624,28 em multas. No Alto Vidigal, que foi interditado por falta de documentação, a ausência de responsáveis impossibilitou a lavratura de autos de infração.

Ainda nesta terça, outros dois estabelecimentos foram interditados no Anil, na Zona Oeste, por falta de documentação: o Espaço Laduma, na Estrada de Jacarepaguá, que havia programado um baile infantil de Carnaval, e o Espetto Carioca, na mesma via, que havia divulgado o “Espetto Folia”. No momento da fiscalização, não foram constatadas aglomerações.

Os comboios da Seop, com a Guarda Municipal e o Instituto de Vigilância Sanitária, e o apoio da Polícia Militar, também percorreram pontos da Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes. Além das três interdições, foram realizados nove autos de infração ao todo (quatro na Barra, dois no Anil e três no Vidigal). Na fiscalização do comércio ambulante, a Coordenadoria de Controle Urbano (CCU), da Seop, apreendeu 14 unidades de bebidas em garrafas de vidro (o que é proibido), cinco botijões de gás e duas moendas de caldo de cana nas orlas das zonas Sul e Oeste.

Balanço geral

Desde a sexta-feira, (12), foram contabilizadas 83 inspeções sanitárias, com 30 interdições e 63 infrações em estabelecimentos por aglomeração e descumprimento de outras medidas de proteção à vida, além da falta de licenciamento. Durante as ações conjuntas, a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), da Seop, também registrou 59 vistorias (podendo ser nos mesmos estabelecimentos), com 24 notificações, entre autuações e interdições administrativas (falta de alvará e excesso de mesas e cadeiras).

No mesmo período, mais de 100 ambulantes também foram fiscalizados, com 19 multados e 964 itens apreendidos, principalmente bebidas em garrafas de vidro. Somando as bebidas apreendidas pelo Ivisa em eventos e pela GM nas ruas, foram mais de cinco mil unidades, a maioria alcoólica. Já equipamentos de som foram 35 ao todo.



*Prefeitura do Rio


Siga-nos