Serviço do Banco Central permite saber se alguém abriu conta de banco ou fez dívidas em seu nome

Com a notícia de novo mega vazamento de dados de milhões de brasileiros, incluindo informações como nome completo e CPF, aumentou a preocupação em relação a fraudes financeiras. É preciso ligar o alerta, e o Registrato, uma ferramenta do Banco Central (BC), pode ajudar a tranquilizar – ao menos temporariamente – os brasileiros.

Pelo site www.bcb.gov.br/cidadaniafinanceira/registrato, é possível acessar o Registrato, se cadastrar e conferir as chaves PIX cadastradas em seu CPF, assim como saber se foram feitos empréstimos ou financiamentos em seu nome. Além disso, a ferramenta permite saber com quais bancos e instituições financeiras seu nome possui relacionamento (contas abertas, investimentos, etc.).

Antes do cadastro, é preciso fazer um credenciamento no site para garantir que quem faz o cadastro é realmente o titular do nome e do CPF. A comprovação da identidade pode ser feita por meio do aplicativo do seu banco no tablet ou celular; pelo internet banking; pelo certificado digital ‘e-CPF’; pessoalmente, no Banco Central em Brasília; ou por correspondência ao Banco Central. As instruções estão no caminho do cadastro no Registrato.

Irregularidade identificada

Se, após o cadastro, você identificar uma irregularidade, como uma conta no seu nome que você não abriu, ou uma dívida que não fez, a orientação é entrar em contato imediatamente com o banco ou instituição financeira. Os especialistas também recomendam que se faça um boletim de ocorrência constando de todas as informações do caso.

De forma preventiva, é indicado ter muito cuidado com senhas e chaves de segurança. Com CPF, nome completo e outros dados vazados, elas são as últimas barreiras de segurança.