Bebê nasce com anticorpos contra a Covid-19 após gestante ser vacinada

Uma gestante vacinada contra a Covid-19 deu à luz um bebê com anticorpos contra a Covid-19. Esse é o primeiro caso registrado no mundo e foi relatado por pesquisadores da Universidade Atlântica da Flórida, nos Estados Unidos, em um estudo disponibilizado no medRxiv, site de pré-publicação de artigos científicos.

O artigo publicado na última sexta-feira (05) descreve que os pesquisadores acompanharam uma profissional de saúde gestante da linha de frente do combate à Covid-19. Ela recebeu a primeira dose da vacina da farmacêutica estadunidense Moderna ao completar 36 semanas de gravidez. Três semanas depois, a mulher deu à luz uma menina em parto normal.

Na análise do sangue do cordão umbilical, os pesquisadores encontraram anticorpos IgG (Imunoglobulina G), que são os primeiros produzidos pelo organismo para combater a infecção:

“Demonstramos que os anticorpos anti-SARS-CoV-2 IgG são detectáveis em uma amostra de sangue do cordão umbilical de recém-nascidos após uma única dose da vacina. Portanto, há potencial para proteção e redução do risco de infecção do SARS-CoV-2 com a vacinação materna.” – diz a publicação

Os pesquisadores se animaram com a possibilidade, mas novas pesquisas precisarão ser conduzidas para definir se a proteção é duradoura e qual o seu grau. O estudo publicado na sexta passada é preliminar e ainda não foi revisado por pares (outros cientistas).

“Mais estudos serão necessários para quantificar a quantidade de anticorpos neutralizantes virais presentes em bebês nascidos de mães que são vacinadas antes do parto. Além disso, instamos outros pesquisadores a criar registros de gravidez e amamentação, bem como conduzir estudos de eficácia e segurança das vacinas contra a Covid-19 em mulheres grávidas e lactantes e seus filhos” – concluem os pesquisadores.