Comercial com testemunho de atleta paralímpica cristã emociona público do Super Bowl

O comercial da Toyota no Super Bowl 55 com a nadadora paralímpica Jessica Long está sendo descrito como inspirador e profundamente comovente. O anúncio transmitiu uma mensagem poderosa de esperança, deixando claro que questões como aparência e deficiência não definem nosso valor. 

Long, 28 anos, nasceu na Rússia com uma deficiência que obrigou os médicos a amputarem suas pernas abaixo do joelho. A mãe biológica não pôde cuidar dela, então Long foi colocada em um orfanato. 

Seus pais adotivos, Steve e Beth Long, foram informados dos desafios que enfrentariam se aceitassem essa criança, mas optaram por adotá-la mesmo assim.

O comercial mostra Long nadando por vários marcos em sua vida, desde aprender a andar com próteses até competir provas de natação quando era uma menina. 

Long entrou para uma equipe de natação quando tinha 10 anos e continuou firme porque as meninas a tratavam como uma amiga, e não como uma pessoa com deficiência. 

“Eles não perceberam ou pareciam se importar com o fato de eu não ter pernas”, disse ela. "Tenho certeza de que se eles me tratassem de forma diferente, eu não seria a nadadora de classe mundial que sou hoje."

Long, que foi criada em uma família cristã tradicional, sabia que se tornar uma nadadora talentosa exigiria dedicação e perseverança, que ela diz que vêm de Deus. 

“Passei por cada momento desafiador da minha vida por causa da determinação que Deus me deu”, disse ela.

E ela espera que sua história inspire outras pessoas.

Long é afiliada ao grupo de defesa "Fight for the Fatherless", um movimento liderado por atletas cristãos que visa encorajar órfãos e pessoas afetadas por alguma deficiência. 

"A vida é difícil e nem todo dia é fácil, mas definir metas e saber que você pode alcançar qualquer coisa é importante com uma boa atitude", disse ela. "Acredite também em si mesmo! Acredite que é capaz de coisas incríveis e que Deus tem um plano para cada indivíduo. Quero que você abrace quem Deus o fez para ser. Para amar cada parte de si mesmo, com as falhas e tudo."

Long disse que o comercial de um minuto da Toyota destacando sua história de vida foi comovente, mas a ideia de aparecer em um anúncio do Super Bowl nunca passou por sua mente.

"É um local tão emocional", explicou Long. "É tão cru. A maneira como a Toyota foi capaz de capturar tudo isso, traz todas essas emoções que eu meio que esqueci. Não comecei o esporte pensando que iria ganhar medalhas de ouro ou aparecer em um comercial do Super Bowl. Comecei esse esporte porque realmente amava a água. Era um lugar em que me sentia realmente livre. "

Em uma postagem no Instagram, Long agradeceu à Toyota por compartilhar sua história e aos pais por sua fidelidade. 

"Nenhuma palavra vai significar o quanto isso significa para mim. Ter minha história compartilhada dessa forma traz arrepios tremendos. Obrigado à Toyota por dar vida à minha história. Obrigado aos meus pais por me adotar e me dar a melhor vida." 


Siga-nos