Vigilância Sanitária multa Confederação Sul-Americana de Futebol por aglomeração no Maracanã

A Vigilância Sanitária multou em R$ 14 mil a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) por conta dos desrespeitos ao protocolo contra a Covid-19 durante o jogo da final da Copa Libertadores da América, realizada no último sábado (30), no Maracanã.

A sanção foi motivada pelas aglomerações de torcedores e a falta do uso de máscaras de muitos deles durante a partida entre Palmeiras e Santos. A Conmebol informou que foram colocadas faixas indicando aos torcedores presentes o distanciamento necessário.

O governo estadual do Rio permitiu que o Maracanã tivesse 10% do público para a final. Cinco mil convidados puderam assistir ao jogo mediante apresentação de exame PCR negativo para o coronavírus em até 96 horas antes do jogo, porém chamou a atenção o fato de estarem todos concentrados em apenas um dos setores do estádio, que pode receber até 78 mil pessoas.

Além da falta de distância entre os presentes e as máscaras no queixo, foi impossível conter a aglomeração dos torcedores no momento do gol da vitória do Palmeiras, no último minuto do jogo. Os jogadores do clube paulista foram em direção a arquibancada e dezenas de torcedores vieram a seu encontro. Após o apito final, também houve alguns casos de invasão ao gramado.