Doses da CoronaVac que seriam descartadas no Rio poderão ser usadas em até 14 dias

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira que não vai perder as 720 doses da vacina contra a Covid-19 CoronaVac que ficaram sem refrigeração no Hospital Federal de Bonsucesso.

No dia 24 de janeiro, uma queda de energia no hospital fez com que as vacinas ficassem expostas ao calor, colocando em risco sua eficácia e segurança. No entanto, a Secretaria comunicou que uma análise do Instituto Nacional de Controle e Qualidade em Saúde da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) constatou que elas ainda podem ser utilizadas, com recomendação de que  “a aplicação dessas doses seja feita no período de até 14 dias” após a exposição à temperatura ambiente.

O prazo termina no próximo domingo (07), portanto o próximo passo será destinar as doses para uso.

Diretor exonerado

Depois da queda de luz, a concessionária Light informou que não registrou interrupção de fornecimento para o Hospital Federal de Bonsucesso na data. O diretor da unidade, Edson Joaquim Santana foi exonerado quatro dias após o incidente.

Vacinação no Rio

Mais de 135 mil pessoas já receberam uma dose de uma das vacinas contra a Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro. Nesta semana, teve início a imunização dos idosos acima dos 80 anos. Ontem (01), foram aos postos as pessoas com 99 anos ou mais; hoje (02), está sendo a vez dos cariocas com 98 anos.