BRT volta a circular no Rio após motoristas suspenderem paralisação A paralisação dos motoristas de BRT do Rio chegou ao fim e o sistema voltou a operar no fim da noite desta segunda-feira (01), segundo a secretária municipal de Transporte Maína Celidonio. O consórcio afirmou por meio de nota que alguns articulados já estão nas ruas e espera normalizar a operação com 100% da frota ainda nesta terça-feira.

Em reunião mais cedo com empresários do setor, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, fez um ultimato para os articulados voltarem a circular.

Paes voltou a sugerir a possibilidade de que a paralisação dos serviços do BRT, desde o início da manhã desta segunda-feira, tenha a participação dos empresários que controlam o sistema, movimento conhecido como "locaute".

Segundo o prefeito, o movimento começou a ser detectado durante o fim de semana, mas o próprio consórcio que opera o serviço negou que houvesse risco de paralisação dos serviços.

— A gente vive uma situação emergencial. Nós começamos a identificar esse movimento de greve no final de semana. Buscamos o consórcio BRT, que nos garantiu que não havia qualquer movimento, inclusive eles afirmam que têm um acordo com o sindicato, e eu quero crer, espero, que isso não seja o que a gente costuma chamar de locaute, que é uma combinação entre patrão e empregado para pressionar o Poder Público — afirmou.

Os motoristas exigiam a volta do pagamento do salário no quinto dia útil e o cancelamento da redução salarial.