Polícia Civil prende chefe de uma das maiores quadrilhas de agiotagem do Rio

Policiais civis da 76ª DP (Centro de Niterói) prenderam, na sexta-feira (29), o chefe de uma das maiores quadrilhas de agiotagem e extorsão do estado do Rio de Janeiro. Ele foi localizado em Minas Gerais.

Segundo as investigações, o criminoso, de 39 anos, é dono de um dos quiosques mais populares da Praia de Camboinhas, na Região Oceânica da cidade, ostentava uma vida de luxo e era uma figura conhecida no município da Região Metropolitana.

A prisão teve apoio da Polícia Civil de Minas Gerais. Após investigações e levantamento de informações, a equipe da 76ª DP conseguiu localizar e interceptar o veículo dirigido pelo criminoso no Centro de Belo Horizonte. Contra ele foi cumprido mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça pelos crimes de organização criminosa e extorsão. O acusado estava foragido desde o início deste ano, quando fugiu da "Operação Mercadores de Veneza", deflagrada pela 44ª DP (Inhaúma). 

Além da prática da agiotagem com juros abusivos, a organização criminosa chefiada pelo bandido também fazia vítimas e cobrava empréstimos antigos que foram obtidos com agiotas há muito tempo e que, na maioria das vezes, já tinham sido quitados. Além disso, extorquia pessoas e cobrava empréstimos que nunca existiram. O grupo telefonava insistentemente para os supostos devedores, parentes e até vizinhos, e fazia ameaças até conseguir o pagamento da suposta dívida.



*Governo do RJ