Prefeitura do Rio vai negociar novo valor do pedágio da Linha Amarela, diz Paes

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, revelou hoje (29) que a prefeitura não vai recorrer da decisão da Justiça que a obriga a assumir definitivamente a administração da Linha Amarela em até 30 dias ou permitir a volta da cobrança do pedágio na via. No entanto, haverá negociação.

De acordo com Paes, a prefeitura vai negociar com a concessionária Lamsa um novo valor para o pedágio, que considera “inaceitável”. Caso as duas partes não cheguem a um acordo, a prefeitura vai reassumir a administração da via e preparar a concessão para uma nova empresa.

"Nesses 30 dias, a gente vai tentar negociar com a Lamsa uma redução bastante grande do valor da tarifa. Caso essa negociação não avance, caso eles não concordem com o valor que vamos propor, nós vamos assumir a via, realizar uma nova licitação para definir um novo operador" – afirmou o prefeito em vídeo divulgado nas redes sociais.

A Secretaria Municipal de Transporte ainda não definiu o novo possível valor da tarifa nem quando ela será cobrada novamente. A prefeitura criou na última terça-feira (26) um grupo de trabalho para avaliar o tema.