Polícia faz apreensão na casa do funkeiro Nego do Borel

A Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpriu dois mandados de busca e apreensão contra o cantor Nego do Borel. Um passaporte, um celular e um computador foram levados para perícia. Também foram apreendidos R$ 470 mil em espécie. Os agentes chegaram até a casa do funkeiro no início da manhã desta quinta-feira (28), no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste da cidade.

De acordo com os investigadores, o cantor está em São Paulo onde também há cumprimento de mandado. A ação é coordenada pela delegada Sandra Ornellas, chefe das Delegacia de Atendimento à Mulher e conta com o apoio da Polícia Civil de São Paulo.

A operação faz parte de uma investigação sobre as supostas denúncias feitas contra o cantor pela atriz Duda Reis, ex-noiva de Nego do Borel. Duda fez um boletim de ocorrência contra Nego do Borel, no qual o acusa de estupro, agressão e transmissão de uma doença sexualmente transmissível.

Uma outra ex-namorada de Borel será intimada a depor nos próximos dias. Outras testemunhas, que teriam presenciado as agressões, também já foram ouvidas no caso que segue em andamento na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), em São Paulo.

No último dia 15 deste mês, a Polícia Civil apreendeu uma réplica de fuzil, usada para a prática de airsoft, na casa do cantor. A ação foi coordenada pelo delegado da 42ªDP (Recreio dos Bandeirantes) Alan Luxardo. Dias antes, Duda Reis havia dito que tinha "descoberto na residência de Borel um fuzil e um cofre com R$ 2 milhões em dinheiro. O objeto foi apreendido e encaminhado para um exame pericial. Não há informações sobre o valor denunciado pela atriz.