Estudante de direito é preso em flagrante por plantação de maconha em Maricá

O estudante de Direito Felipe Coutinho Vaz, de 31 anos foi preso em flagrante nesta terça-feira (26), em Maricá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, após policiais terem localizado três sítios utilizados para plantação de maconha.

Os imóveis, que ficam em Itaipuaçu e em Ponta Negra, na cidade Maricá, foram estourados por policiais civis da 24ª DP (Piedade). Lá os agentes encontraram mais de mil pés de skunk, uma versão com maior poder alucinógeno da maconha. Os locais contavam com sofisticada estrutura de estufas e equipamentos de ventilação, controle de temperatura e iluminação.

De acordo com o delegado titular da 24ª DP, Tiago Venturini Antunes, a colheita era feita de dois em dois meses e rendia de três a cinco quilos da droga. Cada quilo era vendido por R$ 30 mil.

Felipe, que atuava na Região Oceânica de Niterói e na cidade do Rio, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e deve responder também por associação para o tráfico


Siga-nos