Petrobras vende controle da BR Distribuidora A BR Distribuidora não é mais controlada pela petroleira brasileira Petrobrás. A estatal brasileira concluiu nesta terça-feira (23) a oferta de vendas de ações da companhia, em uma operação avaliada em cerca de R$ 9,6 bilhões no mercado, segundo fontes.

A fatia da companhia cairá de 70,3% para cerca de 37,5%. Líder em distribuição de combustíveis no país, a BR planejava desde o início do ano fazer uma oferta de novas ações no mercado. A transação foi conduzida pelos bancos JP Morgan, Bofa (Bank of America Merril Lynch), Credit Suisse, Citi, Itaú BBA e Santander.

Com a operação, a petroleira estatal na prática privatiza a BR. O negócio faz parte de um plano de desinvestimentos da Petrobras, que também está em busca de vender diversos campos de petróleo maduros, ativos diversos do setor de gás natural e 50% da capacidade de refino do Brasil, dentre outros, focando investimentos na exploração do pré-sal.

Desde dezembro de 2017, a BR Distribuidora deixou de ser uma estatal puro sangue ao listar suas ações na B3, bolsa paulista. Foi quando a companhia protagonizou a maior operação de mercado ao levantar R$ 5 bilhões na abertura de capital (IPO, na sigla em inglês). A operação foi considerada o maior IPO desde 2013, quando o BB Seguridade captou R$ 11 bilhões.