Com risco alto de casos de Covid, município do Rio unifica medidas restritivas O alto risco de contaminação por Covid-19 nas 33 regiões administrativas do Rio levou a prefeitura a unificar as medidas restritivas na cidade - e elas passaram a valer nesta segunda-feira (25).

Realengo, Rocinha, Jacarezinho e os Complexos do Alemão e da Maré passaram do risco moderado para alto e, por isso, também terão de se adequar às medidas restritivas que já vigoravam em outros bairros, com horários de funcionamento do comércio menos flexíveis, por exemplo.

A partir de agora, toda a cidade terá que cumprir as seguintes determinações:

1.Academias, piscinas e centros de treinamento: podem funcionar com metade da capacidade e limitação das atividades coletivas para seis pessoas; preferência por atividades ao ar livre, horário de funcionamento deve ser ampliado.

2.Em restaurantes, bares, botequins e quiosques da orla, o distanciamento mínimo é de 1,5 metro entre as mesas, com oito pessoas no máximo; proibida a presença de pessoas em pé, entre as mesas; música ao vivo também proibida; bebidas alcoólicas e comidas vendidas apenas para quem estiver nas mesas.

3.Em estabelecimentos como supermercados, farmácias e shoppings, a lotação deve ser limitada a dois terços. A preferência é para os serviços de entrega e retiradas. Esses estabelecimentos estão autorizados a ampliar o horário de atendimento.

Campanha educativa

A Prefeitura do Rio realizou no domingo (24) no Parque Madureira e na orla de Copacabana e Ipanema novas atividades para informar a população sobre os cuidados preventivos à Covid-19. A ação, parceria da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com a Secretaria Municipal de Assistência Social,  aconteceu entre os postos 1 e 5 de Copacabana e 8 e 9 de Ipanema e também na entrada do Parque Madureira, junto ao  Madureira Shopping. Agentes orientarão a população sobre a melhor forma de usar as áreas de lazer ao ar livre durante a pandemia.

Cerca de 80 agentes da SMS abordaram a população para orientar e conscientizar sobre uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos. Houve distribuição de máscaras e oferta de álcool 70% em borrifadores para a higienização das mãos.
– Os exercícios físicos em áreas abertas são muito positivos, mas as pessoas não podem se aglomerar. As atividades devem ser, preferencialmente, de forma individual e sem contato muito próximo com pessoas de fora do vínculo familiar e social – alertou Daniel Soranz, secretário municipal de Saúde.