Ex-vereador é preso em Caxias acusado de chefiar esquema de desvio de combustível

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (19) o ex-vereador e ex-policial militar Alex Rosa, em uma operação contra o desvio de combustível em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A Polícia Civil cumpre seis mandados de prisão. Além de Alex Rosa, outras quatro pessoas já foram presas. 

Alex é apontado pelas investigações como chefe da organização criminosa. De acordo com a polícia, caminhões que transportavam combustível para postos de gasolina faziam uma parada em um depósito clandestino onde parte do produto era descarregada. Por isso, a operação foi batizada como ‘Pit Stop’.

De acordo com o delegado André Leiras, o prejuízo causado pela quadrilha chegava a R$ 1,5 milhão por mês:

"Esse grupo gerava um prejuízo aos donos dos combustíveis furtados de cerca de R$ 1,5 milhão por mês. Chamou a atenção da polícia a incrível evolução patrimonial das pessoas envolvidas diretamente nesse furto. Hoje estamos encerrando, com a prisão desses indivíduos, essa nefasta atividade criminosa que lesa não só os proprietários das cargas que tem seu combustível furtado, mas também estamos protegendo o meio ambiente, porque há um manejo inadequado do material." – afirmou.

Ainda segundo o delegado, as investigações vão seguir:

"Estamos encerrando, por fim essa primeira fase, com a prisão deles e prosseguindo com outra fase muito importante para a Polícia Civil que é apurar a origem e o destino do dinheiro auferido com essa prática criminosa" – contou.