Índia começa a exportar vacina de Oxford amanhã; Brasil tem acordo para 2 milhões de doses

Fontes do governo indiano informaram hoje (19) que o país vai começar a exportar vacinas contra a Covid-19 a partir desta quarta-feira (20). O Insituto Serum da Índia vai produzir a vacina de AstraZeneca/Oxford, das quais o Brasil requisitou 2 milhões de doses.

A expectativa era a de que a vacina já tivesse chegado ao Brasil no último sábado (16), mas o governo indiano preferiu adiar as entregas para depois do início da vacinação do país, temendo um descontentamento da população. A partir de amanhã, no entanto, as doses produzidas pelo Instituto Serum começam a ser exportadas.

Os primeiros países contemplados serão os vizinhos Butão e Bangladesh. Também estão na agenda entregas para a Organização Mundial da Saúde, que vai distribuir a vacina para países pobres e em desenvolvimento por meio da iniciativa Covax.

Ainda não há uma data certa para que o Brasil receba suas 2 milhões de doses, que já tiveram o uso emergencial liberado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O diretor do Instituto Serum da Índia, no entanto, sinalizou que a vacina só chega por aqui no começo de fevereiro. O Ministério da Saúde brasileiro informou que “segue em tratativas diplomáticas com o governo da Índia para definição da data de liberação do imunizante”.



Veja também:

Vacina de Oxford só deve chegar ao Brasil em fevereiro