Energia começa a ser restabelecida na Venezuela, após apagão nacional A energia elétrica foi restabelecida em Caracas, capital da Venezuela, informou o governo venezuelano no início desta terça-feira (23). Em outros 4 estados do país - Mérida, Trujillo, Barinas e Aragua - a luz voltou de forma parcial, segundo o governo.

O país enfrentou um apagão nacional desde segunda-feira (22). De acordo com a agência Reuters, ao menos 14 estados ficaram sem luz elétrica. O jornal venezuelano "El Nacional", entretanto, afirmou que todos os 23 estados do país foram atingidos, além da própria capital.

O ministro para Comunicação e Informação do país, Jorge Rodríguez, suspendeu as "atividades laborais e educativas regulares" e pediu às pessoas que ficassem em casa para "ajudar no processo de reconexão que está sendo realizado no serviço elétrico nacional".

Rodríguez também afirmou que que "um ataque eletromagnético" à hidrelétrica de Guayana causou a queda de energia no país. Ele não disse, porém, quem seria o autor do ataque – nem deu detalhes sobre a suposta ação.

O autoproclamado presidente interino e líder da oposição Juán Guaidó também se manifestou, no Twitter, sobre o blecaute: "quinto apagão nacional do ano, 22h: cinco horas sem luz em toda a Venezuela, produto da corrupção e da incapacidade do regime", disse.