Jogador atua por 45 minutos, testa positivo para Covid no intervalo e é substituído

Uma situação inusitada – e perigosa – marcou a 35ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro de futebol no último sábado (16). Valdívia, jogador do Avaí, atuou por 45 minutos e foi substituído após testar positivo para a Covid-19.

A partida era entre o Avaí e o CSA, em Alagoas. O atleta jogou durante todo o primeiro tempo do jogo, mas teve que ser substituído após a chegada do resultado positivo de seu teste para o coronavírus. O Avaí informou que Valdívia testou negativo no exame realizado 72 horas antes do jogo, como é exigido pelo regulamento, mas um novo exame, feito no sábado, apontou outro resultado:

"Valdivia testou Covid para este jogo e deu negativo. Na manhã de hoje (16), no hotel, laboratório daqui testou seus atletas do Avaí. Por volta de 10h30 para o jogo contra o Juventude. No intervalo, a CBF comunicou ao Funchal em Florianópolis que Valdivia testou positivo. Tá assintomático. Representante da CBF comunicou o Avaí no estádio. Dr Pedro Araujo acompanha a delegação. Por isso Valdivia foi substituído. Agora o clube tá vendo como será seu isolamento e retorno", diz a nota.

O caso gerou críticas ao protocolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para a realização das competições nacionais. Na série A, times como o Santos, Flamengo, Palmeiras e Atlético Mineiro já passaram por surtos de Covid-19 em seus elencos. Todos os 20 clubes da competição já registraram casos entre jogadores e comissão técnica.

A CBF ainda não se pronunciou.