Ministério da Saúde autoriza antecipação e estados iniciarão vacinação nesta segunda

Em cerimônia de entrega simbólica das doses da vacina do Butantan a governadores dos estados brasileiros, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que autorizou que a vacinação contra a Covid-19 comece ainda hoje (18) em todo o território nacional.

"Acho que podemos começar hoje até o fim do expediente, a partir das 17h" – disse Pazuello. A previsão era que começasse na quarta-feira (20), mas os governadores, entre eles o do Rio, Cláudio Castro, solicitaram o início para esta segunda frente ao cenário de aumento de casos da Covid-19.

Em sua rede social, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, confirmou que o primeiro vacinado no Rio receberá a dose às 17h, em evento no Cristo Redentor.

Cerca de 4,6 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan já partiram para 25 estados e o Distrito Federal. Pouco menos de 1,4 milhão ficou no estado de São Paulo, onde está localizada a sede do Butantan. Ainda na cerimônia, o ministro Pazuello comemorou o início da imunização:

"A todas as famílias das vítimas, recebam a nossa solidariedade. É muito difícil perder alguém que amamos. Está dado o primeiro passo para a maior campanha de vacinação do mundo".

Brasil é exemplo de imunização

De fato, o Brasil tem a capacidade de realizar a maior campanha de vacinação do mundo. O Sistema Único de Saúde (SUS) é elogiado mundo afora pelo sucesso nas campanhas de vacinação para as mais diversas enfermidades.

No entanto, será preciso ter paciência. A liberação concedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) neste domingo (17) diz respeito a apenas 8 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 – 6 milhões do Butantan e 2 milhões da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Em ambos os casos se trata de doses importadas já prontas.

Para as doses que serão envasadas no Brasil, será preciso entregar uma nova solicitação à Anvisa. O Instituto Butantan já tem outras 4 milhões de doses envasadas em suas fábricas e anunciou que vai solicitar ainda nesta segunda a liberação para uso emergencial dessas vacinas.


Siga-nos