Saúde recruta 2,5 mil profissionais para atuar em Manaus O Ministério da Saúde informou hoje (15) que está recrutando 2,5 mil profissionais de saúde para auxiliar no atendimento a pacientes de covid-19 em Manaus. Com o avanço da pandemia, a capital amazonense enfrenta  dificuldades nos serviços da rede pública de saúde.

Segundo a última atualização do ministério, já foram recrutados para trabalhar em Manaus 198 médicos, 562 enfermeiros, 1.212 técnicos de enfermagem, 313 fisioterapeutas e 253 farmacêuticos.

A Justiça Federal no Amazonas determinou hoje (15) que os governos do estado e federal apresentem um plano para solucionar a falta do oxigênio, que é usado no atendimento a pacientes, especialmente de covid-19.

O governo amazonense informou nesta sexta-feira que vai transferir 235 pacientes para sete estados e para o Distrito Federal diante da impossibilidade de garantir atendimento.

Presidente do STF pede providências

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, afirmou que, em nosso país, "nenhum compatriota pode morrer por falta de ar". Em declaração divulgada pelo STF, o ministro afirmou que o Amazonas "pede socorro e o Brasil tem que ouvir esse grito".

Segundo ele, "a sociedade civil e os poderes constituídos devem se unir para juntos enfrentarem essa emergência.”