Militar morto em tentativa de assalto no Rio era músico gospel O sonho do militar da Marinha, Israel Corrêa, de levar sua música por todo o Brasil foi interrompido na noite de quarta-feira (13). O membro da Assembleia de Deus de Marechal Hermes foi morto em uma tentativa de assalto, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro. Israel era vocalista da banda gospel "Somos Maranata Louvor"e chegou a gravar um videoclipe da canção 'Me Libertou', no fim do ano passado. Os dois criminosos acusados da morte de Israel estão foragidos.

A música 'Me Libertou' foi escrita por Israel. No videoclipe, também é ele quem canta e toca violão. Segundo o primo Wilson Leal, baterista do grupo, Israel era guitarrista, tocava violão e compôs a música que agora está eternizada no Youtube.

A família esteve na manhã de quinta-feira no Instituto Médico Legal (IML), no Centro do Rio, para reconhecer o corpo. Muito religiosos, os familiares dizem que perdoam os criminosos, apesar da dor da perda. "A família perdoa, a família ama. A família tem seus ideais com base naquilo que ensina a palavra de Deus. Esperamos que essas pessoas se voltem para Deus e passem a encontrar a paz. É isso que nós temos como objetivo. Não temos rancor, ou ódio. Fica a tristeza pelo filho maravilhoso que Israel sempre foi", disse o pai, Marcelo Correa. Israel era filho único.

Morador de Marechal Hermes, Israel voltava de carro do Centro de Instrução Almirante Alexandrino, na Penha, e foi abordado pelos criminosos na Avenida Ministro Edgar Romero, em Madureira. Dois assaltantes numa motocicleta abordaram o veículo. Israel teria se assustado e acabou atingido pelos criminosos. Ele morreu ainda no local. Outros dois amigos voltavam de carona e estavam no banco traseiro, mas nada sofreram.

O Portal dos Procurados pede informações sobre os responsáveis pela morte de Israel. O WhatsApp do Portal recebe informações anônimas no (21) 98849-6099.


Siga-nos