Defensoria Pública recomenda adiamento do Enem no Rio de Janeiro

A Defensoria Pública da União (DPU) no Rio de Janeiro recomendou ao governo do estado e à prefeitura do Rio que adiem a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). As provas presenciais estão marcadas para os próximos dois domingos, 17 e 24, mas a alta nos casos e mortes por Covid-19 preocupa.

A DPU também recorre de uma decisão da Justiça Federal que negou um pedido para o adiamento do exame em todo o Brasil. Entretanto, essa mesma decisão permite que qualquer cidade decida impedir a realização das provas se julgar necessário. No Rio, a média móvel de mortes por Covid-19 chegou ontem a nove dias seguidos de alta.

Manaus, no Amazonas, por exemplo, já havia anunciado que não liberaria suas escolas, mas nesta quarta (13) a Justiça decidiu suspender o Enem em todo o estado amazonense.

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsáveis pelo Enem, seguem afirmando que a realização das provas é segura e que recorrerão de todas as decisões contrárias.


Siga-nos