Familiares vão ao IML para reconhecer corpo de jovem desaparecida há 10 dias

A Polícia Civil acredita ter encontrado o corpo de Bianca Lourenço, de 24 anos, desaparecida há dez dias. Um cadáver com características compatíveis às da jovem apareceu em uma praia da Ilha do Fundão. A família da jovem é aguardada no Instituto Médico Legal (IML) para realizar o reconhecimento.

De acordo com o delegado Moyses Santana, titular da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), “tudo indica que o corpo é da jovem”. Porém, ele ressalta: "só poderemos afirmar de fato, quando o laudo do IML sair." 

Bianca havia se separado de Dalton Vieira Santana, apontado como chefe do tráfico de drogas da comunidade Kelson’s, no bairro da Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. No dia 03 de janeiro, ela foi arrancada de um churrasco por Dalton, que, segundo as investigações, a levou para a comunidade. A jovem estava desaparecida desde então.

Na noite desta terça (12), funcionários da Cidade Universitária da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), na Ilha do Fundão, teriam encontrado um corpo boiando em uma praia da região. Agentes do 17º Batalhão da Polícia Militar, da Ilha do Governador, foram ao local e constataram que o cadáver tinha características compatíveis com Bianca, como tatuagens idênticas.

Testemunhas afirmam que a jovem foi morta pelo ex-namorado – ou a mando dele - que não aceitava o fim do relacionamento.