Ônibus é incendiado em protesto contra desaparecimento de meninos em Belford Roxo Moradores da comunidade do Castelar, em Belford Roxo, atearam fogo em um ônibus e fizeram barricadas com sacos de lixo em frente à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. Eles cobram por respostas e Justiça no caso dos três meninos desaparecidos há quase três semanas: Lucas Matheus, Alexandre da Silva e Fernando Henrique, que têm entre 8 e 11 anos.

O comércio local fechou as portas. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar atuam na região.

Familiares das crianças desaparecidas estão há mais 12 horas na Delegacia após um homem ter sido entregue na especializada por moradores. Segundo eles, o acusado seria o responsável pelo sumiço dos meninos. Eles dizem que o homem matou as crianças em um ritual de magia negra.

A Polícia Civil afirmou que o morador da comunidade não tem envolvimento com o crime e que ele teria sido torturado por criminosos da comunidade do Castelar. Segundo os agentes, o acusado negou qualquer participação no desaparecimento dos meninos.