Paes: Rio tem compromisso para 3,3 milhões de doses da CoronaVac e pode iniciar vacinação em janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou nesta sexta-feira (08) que o município tem um compromisso não formal firmado com o Instituto Butantan para a compra de 3,3 milhões de doses da CoronaVac, vacina que previne 78% dos casos leves e 100% dos casos graves da Covid-19.

“Estamos caminhando para até o final desse mês começar a vacinação. O secretário Daniel Soranz vai para mais uma reunião com o Butantan. Temos um compromisso para comprar 3,3 milhões de doses. Estamos trabalhando para começar a vacinação no mesmo dia que São Paulo”, afirmou o prefeito.

O plano de vacinação do governo estadual de São Paulo está marcado para começar no dia 25 de janeiro, daqui a pouco mais de duas semanas. No último dia 20 de dezembro, Eduardo Paes já havia anunciado que abrira conversas com o Butantan para aquisição da vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac. Nesta quinta (08), o Instituto divulgou que o imunizante apresentou uma eficácia de 78% contra casos leves e 100% contra casos moderados e graves de Covid-19.

Boletim Epidemiológico

O anúncio de Paes sobre a CoronaVac foi feito nesta sexta durante a divulgação do primeiro Boletim Epidemiológico divulgado pelo recém criado Centro de Operações de Emergências – COE COVID-19 RIO. Segundo o boletim, 25 regiões têm risco alto de contágio:

Zona Portuária, Centro, Rio Comprido, Botafogo, Copacabana, Lagoa, São Cristóvão Tijuca, Vila Isabel, Ramos, Penha, Inhaúma, Méier, Irajá, Madureira, Jacarepaguá, Bangu, Campo Grande, Santa Cruz, Ilha do Governador, Ilha de Paquetá, Anchieta, Santa Teresa, Barra da Tijuca e Pavuna.

Oito regiões têm risco moderado de contágio:

Guaratiba, Rocinha, Jacarezinho, Complexo do Alemão, Maré, Vigário Geral, Realengo e Cidade de Deus.

Nenhuma região tem risco baixo ou muito alto de contágio.