Vacina da Pfizer se mostra eficaz contra 16 mutações do coronavírus

Os números da Covid-19 voltaram a preocupar países de todo o mundo, mas as notícias em relação às vacinas parecem trazer esperança. Após a Moderna anunciar que projeta uma proteção duradoura por anos para quem tomar a sua vacina, a Pfizer informou que seu imunizante se mostrou eficaz contra todas as 16 mutações do coronavírus analisadas em um estudo.

As análises são preliminares e ainda não foram revisadas por pares, mas a vacina, que é produzida em parceria com a BioNTech, desenvolveu praticamente a mesma resposta imune para as 16 mutações analisadas, incluindo aquelas presentes nas linhagens do Reino Unido e da África do Sul, apontadas como mais transmissíveis.

"Testamos 16 mutações diferentes, e nenhuma delas teve um impacto significativo [na eficácia da vacina]. É uma boa notícia. Isso não significa que a 17ª não terá." – contou Phil Dormitzer, especialista da Pfizer.

Os cientistas mantêm a cautela, mas admitem que os resultados são tranquilizadores. Ainda assim, as análises continuarão sendo feitas para tentar antecipar o escape do coronavírus às vacinas. Os desenvolvedores projetam que podem atualizar a composição dos imunizantes em 6 semanas, quando for necessário.


Siga-nos