Comércio do Centro do Rio teve 30% de queda nas vendas em 2020

Um levantamento realizado pelo Clube de Diretores Lojistas do Rio (CDLRio) apontou que as vendas do comércio no Centro do Rio caíram mais de 30% em 2020. Lojas ficaram fechadas por três meses.

A venda de bens duráveis - aqueles que tem vida útil maior, como eletrônicos, roupas, móveis – caiu 31,9%. Já entre os bens não duráveis – bens de consumo, como alimentos, medicamentos, perfumes – a queda foi de 30,2%. O principal fator para a queda, segundo o CDLRio, foi o fechamento das lojas entre março e junho devido à pandemia da Covid-19. Mas essa não foi a única causa.

Se considerados apenas o período em que esteve aberto, o comércio do Centro ainda registrou queda de 6,9% nas vendas dos bens não duráveis e 9,2% dos bens duráveis. O desemprego e a falta de renda também são apontados como vilões, assim como a violência, a informalidade e o aumento de moradores de rua na região, segundo o CDLRio.

Mesmo antes da pandemia, destaca o CDLRio, os lojistas do Centro já enfrentavam dificuldades, com queda no faturamento nos últimos anos.