Festa de Neymar, futebol de Felipe Neto; famosos são criticados por hipocrisia durante a pandemia

Neymar se envolveu em mais uma polêmica nesta semana, após a divulgação de uma suposta festa para 500 pessoas em um imóvel do jogador em Mangaratiba, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Mas ele não foi o único, já que o youtuber Felipe Neto e a médica Thelma Assis também foram criticados por promoverem reuniões em meio à pandemia de Covid-19.

No caso de Neymar, os usuários das redes sociais se espantaram com a suposta realização de uma festa “pré-réveillon” para 500 convidados. A assessoria do jogador negou a informação, mas a agência Fábrica confirmou a realização de um evento para 150 pessoas no mesmo local, sem, no entanto, citar o atleta da seleção brasileira como organizador.

Já Felipe Neto, youtuber e um dos maiores críticos a atuação do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia, foi flagrado em um futebol de fim de ano no Rio. Neto foi a sua rede social para se desculpar e dizer que o fato não se repetiria, além de informar que vai ficar 14 dias em isolamento. Entretanto, o jornalista Rica Perrone respondeu à publicação afirmando que Felipe “jogou muitas vezes na pandemia”. “Nem sempre seu segurança manda parar de filmar”, completou. 

Thelma Assis foi outra a ser criticada. A médica de 36 anos, que foi vencedora do programa Big Brother Brasil, está de férias em uma ilha particular com amigos, entre eles a atriz Bruna Marquezine, a cantora Manu Gavassi e a influenciadora Rafa Kalimann.

Ela foi chamada de hipócrita pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que lembrou que Thelminha, como é conhecida, foi paga pela prefeitura de São Paulo para estrelar uma campanha de conscientização contra a Covid-19.