Professor de escola de futebol é preso por abusar de alunos Um professor de uma escolinha de futebol da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro, de 56 anos, foi preso acusado de abusar sexualmente de pelo menos cinco crianças e adolescentes que treinam no local. De acordo com as investigações policiais, o homem vinha cometendo o crime contra os jovens, todos meninos, há alguns anos.

A titular da 19ª DP, a delegada Cristiana Bento, conta que o caso começou a vir à tona em maio, quando os responsáveis por um adolescente de 12 anos denunciaram o professor. 

"Depois da primeira denúncia, outros pais compareceram à delegacia falando que os filhos também revelaram que foram abusados", diz a delegada. "Ele se aproveitava da confiança que tinha como professor para praticar o crime".

MAIS VÍTIMAS
A polícia acredita que o número de vítimas possa ser maior, já que o professor trabalhava no local há cerca de 10 anos. Ele foi afastado do cargo assim que as denúncias começaram a aparecer.

"Por isso, a gente pede para que os pais tenham um olhar mais cuidadoso com o seus filhos, que acolham os seus filhos para que eles possam confiar e revelar abusos como esse", aconselha.

O professor foi preso em casa, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva em aberto pelo crime de estupro de vulnerável. O inquérito policial já foi encerrado e encaminhado ao Ministério Público.

"Na investigação, quando o ouvimos, ele negou o crime. Mas o depoimento dele não foi convincente. Havia muita contradição no que ele falava. Já hoje, ao ser preso, ele ficou quieto e não disse nada", contou delegada.