Defesa do Consumidor da Alerj realiza 16.500 atendimentos no ano com 82% das reclamações resolvidas A Comissão de Defesa do Consumidor (Codecon), da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), lançou o relatório final das atividades deste ano, marcado pela pandemia do coronavírus. Foram recebidas 13.421 reclamações e feitas 3.136 orientações, totalizando 16.500 atendimentos, de abril a novembro de 2020, envolvendo demandas que vão desde denúncias de violação de direitos no setor de telecomunicações e energia, até lojas de departamentos. O índice de resolução das reclamações atingiu a taxa de 82,08%, enquanto 14% das reclamações estão em processo de análise.

A Codecon presta serviços de atendimento e orientações à população e também analisa projetos que têm relação com os direitos dos consumidores. Neste ano, atuou diretamente na resolução de leis direcionadas ao benefício e adequação dos consumidores fluminenses à pandemia. Como a Lei 8.769/2020, que proíbe o corte de serviços de luz, água e gás por inadimplência enquanto durar a pandemia.

Entre os atendimentos realizados pela Codecon, 72,99% foram realizados através do telefone 0800 282 7060 e 21,01% feitos através do site www.cdcrj.com.br. As principais reclamações da população fluminenses estiveram relacionadas a lojas de departamento (14,48%), setor de telecomunicação (14,09%), e setor financeiro (13,73%).

Para o presidente da Codecon, deputado Fábio Silva (DEM), apesar do ano atípico, foi um momento de muito trabalho e ajuda à sociedade fluminense. “O ano de 2020 tem sido desafiador. Mas nos adaptamos à nova realidade e continuamos trabalhando em prol da população do Rio de Janeiro”, disse o parlamentar.


*Alerj