Copacabana será “fechada” na noite do réveillon A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou na noite de hoje (23) algumas medidas para evitar a aglomeração durante a virada do ano na Praia de Copacabana, devido ao aumento do número de casos de covid-19 no município. A tradicional festa, que envolve shows e queima de fogos, já havia sido cancelada na semana passada, assim como eventos ingressados em quiosques.

Entre as medidas anunciadas hoje estão a proibição de estacionamento de carros na orla e ruas do entorno a partir do primeiro minuto do dia 31.

Também haverá bloqueio de transporte público para acesso a Copacabana e para a Barra da Tijuca a partir das 20h do dia 31. As estações de metrô, da Central até a Barra da Tijuca, assim como os ônibus, não terão acesso a Copacabana a partir do mesmo horário.

Outras medidas são: a implantação de uma barreira de fiscalização nos limites do município para não permitir acesso de ônibus e vans de fretamento com destino à orla e o funcionamento de quiosques sem venda de ingressos, shows, instrumentos sonoros ou cercados.

As medidas foram adotadas pelo prefeito em exercício do Rio, o presidente da Câmara Municipal Jorge Felippe, que assumiu a prefeitura depois do afastamento de Marcelo Crivella, determinado ontem pela Justiça do Rio.