Ministério Flordelis nega organização de ato em homenagem a pastor Anderson do Carmo Em grupos de WhatsApp do Ministério Flordelis, filhos da pastora e deputada federal Flordelis e pessoas que trabalham com ela têm postado mensagens afirmando que o ato em homenagem ao pastor Anderson do Carmo não tem qualquer ligação com as igrejas.

Três filhos da pastora que se afastaram da mãe após a morte de Anderson estão convocando a população através das redes sociais para um ato em homenagem ao pai que será realizado no próximo domingo (21). A manifestação está marcada para começar às 10h, no Laranjal, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, em frente ao local onde estava sendo construída a nova sede do Ministério Flordelis, igreja organizada pela pastora e seu marido.

Estão à frente da organização deste ato Daniel dos Santos de Souza, único filho biológico de Flordelis e Anderson, junto com dois filhos adotivos do casal, Luan Santos e o vereador Misael, cujo nome de batismo é Wagner de Andrade Pimenta. Estarão presentes na homenagem a mãe e a irmã do pastor.

Luan e Misael, que são pastores, deixaram o Ministério Flordelis apos a morte de Anderson.
"Essa movimentação não está sob nossa responsabilidade", diz texto que está sendo replicado nos grupos do Ministério Flordelis.

Nessa quinta-feira (18) a Justiça do Rio prorrogou a prisão temporária de dois filhos do casal, presos após o assassinato do pastor, em 16 de junho em Niterói/RJ. Com os novos mandados de prisão, Flávio dos Santos Rodrigues (38) e Lucas dos Santos (18) ficarão mais 30 dias presos.