Corte de auxílio extensão pode ser contestado a partir de hoje (17)

A partir de hoje (17), as pessoas que foram consideradas sem direito de receber a extensão de R$ 300 do auxílio emergencial podem contestar a decisão do governo federal. O prazo vai até o dia 26 deste mês.

O benefício é cortado se o trabalhador tiver conseguido emprego, se passou a receber benefício assistencial ou previdenciário, ou se faleceu. Suspeitas de fraudes também são determinantes para o corte.

Todo o processo de contestação deve ser feito apenas pela internet, no site da DataPrev. Não serão feitos atendimentos presenciais em agências da Caixa Econômica Federal, casas lotéricas ou postos de atendimento do Cadastro Único.

De acordo com as regras da Medida Provisória (MP) 1.000/2020 — que permitiu o pagamento de quatro cotas adicionais do auxílio, de valor reduzido —, a cada mês o pagamento também deve passar por uma reavaliação, com a checagem da situação cadastral do beneficiário. Se o trabalhador tiver conseguido emprego, se passou a receber benefício assistencial ou previdenciário, ou se faleceu, o benefício é cortado.

Caso o beneficiário tenha sofrido esse tipo de corte, mas não se encaixe em nenhuma dessas situações, é possível contestar a decisão do governo.