Publicidade

Governo deve anunciar hoje liberação do FGTS O governo deve liberar até 35% dos recursos das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), conforme afirmou ontem (17) o ministro da Economia, Paulo Guedes. As regras e detalhes de como será o saque devem ser anunciadas nesta quinta-feira (18).

O ministro da Economia, Paulo Guedes, vai apresentar hoje ao presidente Bolsonaro mais de uma proposta sobre a liberação de saques de contas ativas e inativas do FGTS. A intenção do Planalto é bater o martelo e anunciar a proposta final no evento de balanço dos 200 dias de governo, marcado para as 4 da tarde. A liberação dos saques das contas do FGTS e também do PIS-Pasep é uma aposta do governo para estimular o consumo e tentar aquecer a economia. Segundo Paulo Guedes, a medida vai colocar R$ 63 milhões em circulação.

A conta do FGTS permanece ativa enquanto recebe depósitos do empregador. Quando o trabalhador deixa o emprego, ela se torna inativa. Mesmo assim, a conta continua vinculada ao seu nome.

Atualmente, esses valores só podem ser sacados em algumas circunstâncias, como nos casos de aposentadoria ou compra da casa própria.

No site da Caixa Econômica Federal, é possível consultar as informações do FGTS, após fazer um cadastro e criar uma senha. Para isso, é preciso saber seu número NIS/PIS. Ele pode ser encontrado no Cartão do Cidadão, na Carteira de Trabalho ou no extrato impresso do FGTS.