Supermercados do Rio poderão ser usados como pontos de vacinação contra a Covid-19

Os supermercados do estado do Rio de Janeiro poderão ser usados como pontos de vacinação contra a Covid-19. A proposta foi passada por Fábio Queiroz, presidente da Associação de Supermercados do Rio de Janeiro (ASSERJ), em reunião com o governador em exercício Cláudio Castro.

Na reunião, realizada nessa segunda-feira (14), ficou acordado que as lojas auxiliariam e disponibilizariam o espaço para a montagem da estrutura para aplicação de doses de imunizantes. Os detalhes ainda precisam ser definidos em reuniões entre a Secretaria de Estado de Saúde do Rio e a ASSERJ, mas o presidente da associação destacou a iniciativa:

“A gente estava junto no início da pandemia, onde corajosamente garantimos o abastecimento da população, e estaremos juntos no fim da pandemia no ato de vacinação, dentro dos supermercados. Eu agradeço a cada supermercadista por eu poder ser um porta voz para o governo de algo tão importante dentro da pandemia.”

O setor foi um dos poucos que permaneceu aberto mesmo durante a quarentena mais rígida.

Vacinação no Rio

A vacinação contra a Covid-19 no estado do Rio de Janeiro está prevista para março de 2021, seguindo o cronograma de entrega da vacina desenvolvida pela parceria Oxford/AstraZeneca e produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Niterói e Maricá podem iniciar antes a imunização, em janeiro, a partir de acordos para compra de doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan. Existe ainda a possibilidade de compra pelo Ministério da Saúde de algumas doses da vacina da Pfizer, que poderia ser aplicada também já no início de 2021.