Cobra de 4 metros encontrada no Ceará passa por tratamento

Uma serpente de cerca de 4m e comprimento foi capturada na última sexta-feira (11) na cidade de Mucambo, na região Norte do Ceará, e está recebendo tratamento em uma clínica veterinária em Sobral.

A cobra é da espécie píton birmanesa albina e, segundo veterinários, tem cerca de 5 anos de idade. A serpente é típica da região asiática e também do continente africano. Apesar do tamanho, o veterinário Idelfonso Cavalcante explica que essa espécie é dócil e não é venenosa.

Segundo o veterinário, o animal apresenta ferimentos e um quadro inflamatório que requer cuidados por mais 45 dias. Os veterinários aguardarão a troca de pele da píton, o que deve ocorrer entre 20 e 45 dias, para depois liberá-la.

Segundo os médicos, os ferimentos podem ter sido provocados por agressões de moradores, interrupção da troca de pele, atrito com mata e pedra ou do próprio ato de captura.

Após o período de recuperação, o animal deve ser encaminhado ao IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis).