Niterói aprova produção de soro anticovid-19 desenvolvido por Vital Brazil e UFRJ

A Câmara Municipal de Niterói aprovou na última quinta-feira (10) um projeto de lei que autoriza a produção de um soro acelerador da produção de anticorpos em pacientes com a Covid-19. A substância é uma iniciativa do Instituto Vital Brazil (IVB), ligado à Secretaria estadual de Saúde do Rio, e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O soro é produzido a partir do plasma de cavalos infectados com uma proteína do coronavírus. Um estudo inicial mostrou que o plasma dos cavalos produz anticorpos neutralizantes 20 a 50 vezes mais fortes do que o de pacientes humanos. A iniciativa será apresentada à Anvisa para início dos testes clínicos em pessoas, o que pode levar 2 meses.

Segundo o IVB, se confirmada a eficácia em pacientes humanos, o instituto teria capacidade de produzir o “super soro” em massa. Ainda segundo o IVB, seria possível suprir a demanda de Niterói caso um acordo com a prefeitura seja firmado.

Vacina em Niterói

A cidade de Niterói não trabalha só na expectativa de um tratamento contra a Covid-19, buscando garantir também a prevenção da doença. Um acordo foi firmado com o Instituto Butantan para compra de 1,1 milhão de doses da CoronaVac, a serem entregues a partir de janeiro de 2021. A quantidade é suficiente para imunizar toda a população niteroiense.