Macaé anuncia que comprará 500 mil doses da CoronaVac

A prefeitura de Macaé, no Norte Fluminense, anunciou na tarde desta sexta-feira (11) que vai comprar 500 mil doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan.

Segundo comunicado do município, a prefeitura de Macaé vem conversando com o Butantan desde outubro para que pudesse realizar a aquisição das doses “tão logo estivessem disponíveis”. Com o início da produção da vacina no começo desta semana, um novo contato foi feito nesta quinta-feira (10), com resposta positiva do instituto para viabilizar a contratualização.

A expectativa é que as 500 mil doses estejam disponíveis à população de Macaé no final de janeiro de 2021. Com uma população de cerca de 250 mil habitantes, a quantidade deve ser suficiente para imunizar todos os macaenses. Segundo o protocolo, a vacinação na cidade começaria com profissionais de saúde, idosos e pessoas com doenças crônicas.

Vacina ainda não foi aprovada

A CoronaVac ainda não divulgou dados de eficácia relativos à fase 3 dos testes, o que deve ocorrer no próximo dia 15 de dezembro. Para ser utilizada, ela precisa ser aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), mediante à submissão do estudo aos técnicos da agência.

Mesmo assim, a prefeitura de Niterói é outra que pretende utilizar a vacina em seu plano de vacinação, tendo encomendado 1,1 milhão de doses ao Instituto Butantan, no valor de R$ 57 milhões, em acordo firmado também nesta quinta-feira.