Butantan inicia envase das primeiras doses da vacina CoronaVac

O Instituto Butantan iniciou nesta quinta-feira (10) o envase das primeiras doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac. O Butantan já tem os insumos para a produção inicial de 1 milhão de doses, e esse número vai subir para 40 milhões até o fim de janeiro do vem.

A vacina ainda está na fase 3 de testes, ou seja, ainda não é conhecida a sua real eficácia para combater casos de Covid. Os responsáveis pelo estudo esperam divulgar os dados no dia 15 de dezembro, quando serão remetidos para a aprovação pela Anvisa. Ainda assim, o Butantan já trabalha na produção.

A partir desta quarta-feira o instituto pera 24 horas por dia, com 245 funcionários na formulação e envase das doses. Mais 120 pessoas serão contratadas e o número total de doses envasadas vai chegara a 40 milhões até janeiro de 2021, quando se inicia o plano de vacinação do estado de São Paulo. Mais 6 milhões de doses serão enviadas já prontas pela Sinovac.

O governo estadual de São Paulo espera iniciar no dia 25 de janeiro a vacinação no estado. Uma primeira fase contará com 9 milhões de pessoas, entre profissionais de saúde, indígenas e quilombolas, e pessoas com mais de 60 anos de idade. A expectativa é que esse grupo inicial esteja totalmente imunizado no dia 22 de março.

Rio pode divulgar plano até fim de semana

No Rio de Janeiro, existe a expectativa de que o governo estadual divulgue um plano de vacinação até o final desta semana. Com uma verba de R$ 600 milhões disponível, o estado abriu licitação para compra de 50 milhões de seringas e de um freezer especial capaz de chegar a -80 ºC. A aquisição abriria espaço para a compra da vacina da Pfizer, por exemplo, que precisa ser armazenada a -75 ºC.

Segundo o governador em exercício Cláudio Castro, em entrevista exclusiva à Rádio Melodia, o Rio “está junto com o Ministério da Saúde no plano de vacinação nacional”, mas, dependendo de uma aprovação na Anvisa, o estado pode entrar em contato com desenvolvedoras para compra de uma vacina eficaz.