Novembro de 2020 foi o mais quente da série histórica

O Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus, da União Europeia, divulgou nesta segunda (09) um relatório que aponta que o mês de novembro de 2020 foi o mais quente da série histórica mundial.

O mundo registrou no mês passado temperaturas 0,77 ºC mais quentes do que a média para novembro observada entre os anos de 1981 e 2010. Novembro de 2020 também bateu o recorde como o mais quente da história, superando os meses de novembro de 2016 e 2019 em 0,13 °C.

O diretor do Copernicus, Carlo Buontempo, afirmou que os “recordes estão de acordo com a tendência, a longo prazo, do aquecimento do planeta” e pediu que os governantes mundo afora “observem os recordes como sinais de alerta e busquem as melhores formas de respeitar os compromissos do Acordo de Paris”.

O Acordo Climático de Paris, firmado em 2015, prevê esforços dos países para que a temperatura global não aumente mais do que 2 ºC em relação à era pré-industrial até o ano de 2100, com meta em 1,5 ºC. O crescimento já está em 1,2 ºC, e os especialistas alertam para impactos e maior frequência de eventos climáticos extremos, como grandes tempestades seguidas de enchentes e secas severas, que podem dificultar, inclusive, a produção mundial de alimentos.


Siga-nos