São Paulo vai vender 4 milhões de doses da CoronaVac para outros estados

O governador de São Paulo, João Dória, anunciou que o estado vai comercializar 4 milhões das 46 milhões de doses compradas da vacina CoronaVac a outros estados brasileiros. A informação foi repassada agora há pouco, durante a divulgação do plano estadual de vacinação contra a Covid-19.

Ainda não há informações sobre quantos ou quais estados estarão na lista de compradores da vacina, mas já é certo que a aplicação começa no dia 25 de janeiro no estado de São Paulo, data do aniversário da capital paulista. O cronograma prevê uma primeira fase com cinco grupos iniciais de vacinação, começando por profissionais de saúde, indígenas e quilombolas, que receberão a primeira dose no dia 25 e a segunda em 15 de fevereiro.

O segundo grupo, com pessoas de 75 anos ou mais, será imunizado nos dias 08 de fevereiro e 1º de março; o terceiro, com pessoas entre 70 e 74 anos, receberá as doses em 15 de fevereiro e 08 de março; o quarto, com pessoas entre 65 e 69 anos, será vacinado em 22 de fevereiro e 15 de março; o quinto grupo, entre 60 e 64 anos, fechará a primeira fase de vacinação nos dias 1º e 22 de março.

Aprovação na Anvisa

A vacina CoronaVac ainda precisa ser aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A expectativa é que o Instituto Butantan conclua os estudos de fase 3 nos próximos dias e submeta os dados da eficácia do imunizante para registro sanitário na agência.

O Ministério da Saúde ainda não informou se pretende incluir a vacina da farmacêutica chinesa Sinovac no plano nacional de vacinação. Segundo a pasta, só serão negociadas doses de imunizantes registrados pela Anvisa.


Siga-nos